Especialidades

Por ser uma clínica integrada, a Napoli Odontologia estruturou-se e hoje coloca a disposição de seus clientes tratamentos completos em diversas especialidades.

Implantodontia

Implantodontia é a especialidade da Odontologia dedicada a restabelecer a função da mastigação que foi prejudicada com a perda de um ou mais dentes, estética e fonética. O implante dental e um parafuso de titânio, com um tratamento de superfície, que quando instalado no tecido ósseo, realiza a função de raiz do dente, para, posteriormente, ser instalado a peça protética (Coroa Dental ou Prótese Sobre Implante). Com a implantodontia é possível realizar desde a reposição de apenas um dente, bem como grandes reabilitações.

Envolve duas etapas: a primeira etapa cirúrgica, onde são instalados os implantes que substituem a raíz do dente ausente ou deteriorado e a segunda etapa protética, onde são instaladas as coroas sobre esse implante através de um componente protético.

O Implante

O sistema de implante mundialmente utilizado é uma liga de titânio na forma de um parafuso que é instalado no osso fazendo o papel da raiz do elemento dentário perdido, podendo ser unitários ou múltiplos, individuais ou unidos pelas coroas de porcelana.

Só para entender melhor, quando falamos em prótese nos referimos ao dente que será instalado sobre o implante. As próteses sobre implante podem ser unitárias ou múltiplas. Quando unitária, inicialmente passa por uma etapa sendo realizado em resina acrílica e posteriormente passa para a etapa final sendo realizado em porcelana. Quando múltipla serão inicialmente realizadas em acrílico e posteriormente em acrílico com barra metálica ou porcelana (podendo ser em métalo-cerâmica ou em porcelana pura).

Tipos de implante

O sistema de implante que utilizamos atualmente é o sistema CM (CONE MORSE) da empresa Neodent podendo em alguns casos limitados, ser utilizado o sistema HE (HEXAGONO EXTERNO) a fim de reduzir custo.

Implante Cone Morse

O sistema CM tem muitas vantagens em relação a prótese instalada sobre o implante:

Os implantes Cone Morse possuem um embricamento mecânico excelente entre o pilar protético e o implante, trazendo maior segurança e precisão quando comparado aos outros sistemas, promovendo uma melhor condução das cargas mastigatórias, sendo extremamente reduzida a penetração de bactérias.

Esse tipo de conexão é muito usado em mecânica, para a transmissão de força sem a perda da fricção. A precisão do encaixe é tamanha que elimina o microgap (microespaço) e, consequentemente o risco de inflamação.

Esteticamente, as vantagens do sistema cone-morse são grandes, melhorando a estética gengival que se mantem ao longo do tempo, desde que tenha uma adequada higiene oral.

Também é possível averiguar que as perdas ósseas peri-implantares existem e fazem parte do comportamento dos implantes ao longo dos anos. Assim, mesmo que essas perdas sejam naturais e não patológicas, elas podem afetar a estética. Os implantes cone-morse respondem melhor a esses tipos de situações, preservando o osso peri-implantar e os tecidos moles.

Mesmo respeitando as distâncias preconizadas pelos fabricantes de hexágono externo, temos observado que as perdas ósseas peri-implantares existem e fazem parte do comportamento dos implantes ao longo dos anos. Assim, mesmo que essas perdas sejam naturais e não patológicas, elas podem afetar a estética. Os implantes cone-morse parecem responder melhor a esses tipos de situações, preservando o osso peri-implantar e os tecidos moles, o que acarreta menos danos estéticos.

Na grande maioria dos casos optamos pela tecnologia Cone Morse, mais avançada e com estudos científicos embasando sua maior eficácia.

Hexágono Externo:

Apesar da inquestionável superioridade biomecânica dos acoplamentos protéticos dos implantes cone-morse, os dados clínicos demonstram que as principais desvantagens biomecânicas apresentadas pelo hexágono externo são minimizadas nos casos de próteses múltiplas com um custo menor.

O bom e velho hexágono externo ainda resolve bem muitos casos. Sendo bem tolerados nos casos de protocolo e overdenture inferior.

Carga Imediata

Implante com carga imediata é a técnica pela qual se colocam próteses imediatamente após a cirurgia. As próteses utilizadas na carga imediata são temporárias e devem ser substituídas após algum tempo.

Só é possível planejar a carga imediata quando o diagnóstico do dentista aponta uma excelente estabilidade inicial na fixação do implante de titânio ao osso. Este diagnóstico é feito após uma rigorosa avaliação e estudo do caso clínico.

O primeiro passo é a cirurgia para instalação do implante, que depende de uma boa estabilidade primária. Logo após a cirurgia, o dentista instala uma prótese provisória para manter o equilíbrio funcional da mastigação. Esta prótese provisória é chamada de carga imediata.

Pode ser uma prótese unitária ou uma prótese múltipla sobre implantes.

Vantagens da Carga Imediata:

O Implante com Carga Imediata torna o período de osseointegração (três a seis meses) bem mais confortável, pois o paciente não terá necessidade de usar uma prótese removível proporcionando segurança e bom resultado estético já no início do tratamento. Em contrapartida, cuidados com mastigação devem ser tomados pois o risco de perda do implante aumenta dependendo muito dos cuidados do paciente.

Prótese Sobre Implante Unitária

As próteses sobre implante unitárias são confeccionadas em cerâmica e são instaladas sobre os pinos de titânio após completar o tempo de osseointegração. Pode ser parafusada ou cimentada.

Prótese Sobre Implante Múltipla ou Ponte Fixa sobre implante

Em pacientes com múltiplas faltas dentais, ou com ausência total de dentes, é possível uma completa reconstrução bucal com o uso de implantes dentários.

A instalação de múltiplos implantes é feita geralmente em uma única cirurgia, em consultório, com anestesia local, com um ótimo pós-operatório.

Após a instalação dos implantes, o paciente recebe a prótese provisória que poderá ser fixa (parafusada) sobre os implantes após a cirurgia ou poderá ser uma prótese removível. Isso dependerá de vários fatores (qualidade ósse da área onde os implantes foram instalados, necessidade ou não de enxerto, torque ou biomecânica do implante após ser instalado). A escolha da prótese provisória será totalmente previsível com estudo e planejamento prévio do caso clínico. A prótese sobre implante definitiva irá se comportar como uma ponte fixa sobre os implantes.

Cerâmicas:

A Zircônia é uma cerâmica branca, altamente resistente que pode ser usada em próteses sobre implante como estrutura de reforço, nas próteses em porcelana pura ou metal-free. A zircônia substitui o metal, normalmente utilizado nas coroas sobre implante.

Entre os pontos positivos da tecnologia são: melhora estética, alta durabilidade, translucidez e pouca possibilidade do aparecimento manchas cinzas nas áreas da gengiva.

Dessa forma indicamos as coroas de zircônia como o melhor tratamento atualmente para dentes na região anterior.

A realização de uma coroa em zircônia é baseada em um sistema CAD/CAM em que o modelo é escaneado em leitores por contato ou por raios lasers. Em seguida a estrutura de reforço é produzida de forma individual por robôs.

Entre as indicações de coroas em Zircônia sobre implantes temos coroas, pontes e prótese fixas completas.

A metalocerâmica é o material tradicional para realizar uma coroa sobre implante.

As coroas e próteses em metalocerâmica (metal + cerâmica) são a opção mais comum para confeccionar uma coroa ou prótese sobre implante. O metal funciona como um reforço estrutural, enquanto que a porcelana oferece a estética.

Esse material tem como pontos positivos: a resistência, grande durabilidade e estética, que se assemelham muito aos dentes naturais.

A elaboração de uma coroa metalocerâmica é totalmente artesanal e a estética final depende muito da habilidade do ceramista (técnico que trabalha com as cerâmicas).

Entre as indicações de coroas em metalocerâmica sobre implantes temos coroas, pontes e prótese fixas completas.

Protocolo ou Prótese Total Fixa Sobre Implante Parafusada

Em casos de ausência total de dentes, o paciente tem opção de reabilitar através do Protocolo de Carga imediata.

Prótese total implanto suportada e implanto retida, fixada sobre 4 a 8 implantes em média, reproduzindo excelente estética e devolvendo a função mastigatória em torno de 90% da dentição natural.

Tudo isso é possível devida a correta distribuição de cargas que o protocolo de carga imediata proporciona.

Como os dentes são conectados entre si, exige maior empenho do paciente na hora da higienização. Pode ser confeccionada em resina ou em porcelana.

Em Resina (Protocolo Bränemark metaloplástica, somente para implantes totais)

A prótese metaloplástica também é conhecida como a prótese do tipo protocolo Bränemark.

Possui uma estrutura metálica para reforço estrutural, revestida de uma resina rosada. Os dentes também são de resina, sendo possível escolher a cor, forma e tamanho dos dentes.

É extremamente durável porém sofre desgaste com o tempo, bem como mudança de cor (amarelamento). Devendo ser reacrilizada quando necessário.

Overdenture

Overdenture é uma prótese total removível confeccionada em resina e colocada sobre dois implantes na região inferior.

É uma prótese total que apresenta encaixe entre a prótese e os componentes protéticos presentes sobre os implantes chamados de attachment bola. Desta forma a prótese fica conectada aos implantes. Esse encaixe entre a prótese e os componentes protéticos promove uma maior estabilidade e retenção.

As overdentures também podem ser confeccionadas sobre o sistema de barra clipe, no qual, tem o mesmo princípio mecânico (o encaixe), porém com uma barra confeccionada ligando os dois implantes e o clipe dentro da prótese.

Temos ainda a opção de fazer união da barra clipe com o´rings aumentando sua estabilidade e eficiência, podendo ser com 2 ou 4 implantes.

Overdenturi superior é menos comum, mas pode ser realizada a partir de 4 implantes

Esta prótese deve ser retirada pelo paciente e para sua higienização.