Especialidades

Por ser uma clínica integrada, a Napoli Odontologia estruturou-se e hoje coloca a disposição de seus clientes tratamentos completos em diversas especialidades.

Prótese Dentária

Prótese Dentária é a área da odontologia que lida com a reposição dos dentes perdidos, de forma indireta (em laboratório de prótese). Restaura e mantem a forma, função, aparência e saúde oral. O seu principal objetivo é a reabilitação oral, em todas as suas funções: estética, fonética e mastigação.

Os profissionais da Nápoli Odontologia são especializados em confecção de Próteses Fixas Sobre Dentes Individuais ou Múltiplos, utilizando os mais modernos matérias estéticos em Porcelana Livre de Metal (E-Max, Zircônia, In-Ceran), Metelo-Cerâmica , Cerômero ou Metal quando indicado. Também são realizadas confecção de Próteses Removíveis (Roach) e Prótese Total (Dentadura).

Os profissionais da Nápoli Odontologia executam também Próteses Sobre Implantes que podem ser Unitárias, Múltiplas ou Prótese Total Sobre Implante, conhecido como Protocolo de Brãnemarck.

É importante salientar que qualquer tipo de prótese dentária tem um prazo de validade variando de acordo com o tipo de material selecionado, com o cuidado dispensado a ele e com hábitos parafuncionais.

Próteses Fixas (Unitárias ou Múltiplas)

A prótese fixa é a restauração parcial ou total da coroa de um dente.

Denomina-se Prótese Fixa Parcial ou Coroa Parcial (Bloco) quando precisamos restaurar parte da coroa dentária. Ou seja, neste caso a coroa dentária não está totalmente destruída. Em muitos casos optamos em fazer a coroa parcial para proteger as paredes dentárias remanescentes.

Denomina-se Coroa Total (Coroa) quando precisamos restaurar a coroa inteira do dente. Neste caso a coroa dentária está com grande destruição ou por cárie extensa ou por fratura. Com a confecção da coroa total passamos a ter uma estrutura protegendo o remanescente dentário.

As Coroas podem ser unitárias ou múltiplas. As reabilitações orais dependem de uma série de fatores e a escolha do material deve ser muito bem aplicada. Temos como material de escolha as coroas em métalo-cerâmica e as coroas em porcelana pura.

Denomina-se Ponte Fixa quando substituímos um ou mais dentes perdidos e utilizamos como dentes de apoio os dentes remanescentes que se localizam ao lado dos dentes perdidos.

As porcelanas em E.Max trazem de volta ao paciente a resistência e a naturalidade dos dentes naturais.

O IPS e.max é um sistema de cerâmica pura , inclui materiais de alta resistência com uma estética excepcional, conhecidas como Metal Free (livre de metal), contém uma inovadora cerâmica de dissilicato de lítio (LS2) IPS e.max Press/IPS e.max CAD, adequada a confecção de restaurações em um único dente, e o material de óxido de zircônio – IPS e.max ZirCad de alta resistência, criado para produzir próteses fixas com vários elementos . São usados para coroas parciais (onlay, inlay, overlay) ou para coroas totais, tendo como vantagem por exemplo, estar livre de oxidação causada por metal, elevada resistência e estética superior.

O IPS e.max Press é usado na produção de restaurações para apenas um dente, pontes para as regiões anterior e pré-molar e superestruturas implantadas. Incrustações e onlays minimamente invasivos (1 mm) e folheados finos (0,3 mm) completam a indicação.

O inovador vidro-cerâmica de dissilicato de lítio IPS e.max (LS2) oferece encaixe, forma e função excelente junto com a alta resistência de 400 MPa. O material é fornecido em quatro níveis de translucência e dois tamanhos. As restaurações resultantes têm uma aparência muito natural.

O sistema CAD-CAM hoje é o sistema mais moderno em termos de qualidade de porcelana.

Essas porcelanas podem ser confeccionadas sobre CAD/CAM, um sistema composto por vários componentes independentes, onde o CAD escaneia a laser o modelo de gesso enviado pelo dentista, copia para um programa 3D de computador CAD, cria a forma oclusal e adaptação marginal, e assim a máquina fresadeira que é o CAM usina a peça, construindo o que foi criado no computador em um bloco de cerâmica com uma broca especial.

Cuidados com a prótese fixas e durabilidade:

A durabilidade das restaurações dentárias depende de muitos fatores. É como começar um novo jogo de pneus. Quanto tempo duram depende da qualidade do pneu, como ele foi feito, o tipo de superfícies de estrada percorrida, o modo como você dirige, e quantos quilômetros você dirige em um ano. Da mesma forma, a longevidade de suas restaurações depende principalmente de seus hábitos e quanto esforço é colocado sobre os dentes. Com prudência e boa manutenção, os atuais materiais duram um bom tempo.

As pessoas que sofrem de bruxismo, não devem usar as facetas em lente de contato. Para essas pessoas está mais indicado a coroa total. O uso da placa miorrelaxante torna-se obrigatório para pessoas com habito parafuncional de bruxismo e que passaram por reabilitação oral através de restaurações em porcelana.

Hábitos como abrir os pacotes com os dentes, cortar durex, morder agulha, mastigar gelo ou roer as unhas devem ser evitados. Evite morder costelas, ossos, caroços de fruta, torresmo, ou seja, alimentos duros. Isso coloca stress no material e pode resultar numa fratura ou descimentação da porcelana. Esteja ciente de que certos alimentos, podem colocar pressão adicional sobre os dentes cimentados.

Prótese Total:

As Próteses Totais popularmente conhecidas como dentadura tem por objetivo substituir os dentes ausentes, preservar os rebordos alveolares, dar suporte labial, restaurar a função mastigatória, fonética e devolver a auto estima do paciente.

Embora leve algum tempo para que a pessoa consiga se habituar a utilizá-las, e embora nunca sejam exatamente iguais aos dentes naturais, atualmente elas oferecem uma aparência mais natural e maior conforto quando comparadas a aquelas de alguns anos atrás. No caso de próteses totais, uma base acrílica da cor da mucosa bucal se apoia sobre sua gengiva. Fazemos essa seleção de cor da mucosa bucal através de uma escala de caracterização gengival de Tomaz Gomes, o que traz uma naturalidade ao trabalho protético. A base da prótese superior cobre todo o palato (céu da boca), realizamos com acrílico transparente o que também torna o trabalho protético com um aspecto bem natural. A prótese inferior é confeccionada na forma de uma ferradura, a fim de permitir espaço livre para acomodar sua língua. Os dentes utilizados nas próteses totais são dentes tipo exportação, que possuem resistência e polimento diferenciados.

As próteses são feitas sob medida em laboratório, a partir de moldes tirados de sua boca pelo dentista.

Prótese Total: A prótese total convencional é instalada depois que os dentes remanescentes foram extraídos e os tecidos forem totalmente cicatrizados. A cicatrização demora alguns meses. Durante esses meses o paciente não deve ficar sem dentes. A opção neste caso é a colocação de uma Prótese Total Imediata provisória.

A Prótese Total Imediata é instalada imediatamente após a extração dos dentes remanescentes (no mesmo dia da extração dos dentes). O dentista tira as medidas e faz a moldagem das arcadas na consulta anterior da cirurgia, para que a prótese já esteja confeccionada no dia das extrações dos dentes. Esta prótese total imediata servirá como uma prótese provisória apenas, pois o osso e os tecidos, nos quais, os dentes estavam inseridos sofrem remodelação após a cicatrização, fazendo com que a prótese com o passar das semanas fique sem estabilidade.

Após ocorrer total cicatrização dos tecidos o dentista dá início as consultas para moldagem e medidas da prótese total convencional, e essa é então instalada.

Prótese Parcial Removível:

A Prótese Parcial Removível repõe os dentes ausentes ou perdidos, quando o paciente permanece com alguns dentes de apoio na arcada. Os dentes remanescentes na arcada dentária e a mucosa servirão como apoio da infra-estrutura da prótese. Hoje existe no mercado próteses parciais removíveis feitas com materiais da cor da gengiva. Estas são apresentadas como próteses flexíveis, pois apresentam uma pequena flexibilidade se comparada à tradicional feita com a infra-estrutura em metal.

A confecção da prótese parcial removível se inicia através da moldagem das arcadas dentárias. Tais modelos são montados em articuladores para a montagem dos dentes de maneira que respeite a oclusão (mordida) do paciente. Primeiro é confeccionada a armação metálica da prótese. Após o recebimento da armação metálica, será realizada uma consulta para instalação e ajuste da armação metálica na arcada do paciente e posteriormente será realizada a prova com os dentes em resina acrílica. Na consulta de entrega da prótese serão realizados os ajustes finais.

Prótese parcial removível provisória: É a prótese removível instalada imediatamente após a extração de alguns dentes. Esta é confeccionada para o paciente não ficar sem dentes. Principalmente quando envolve área estética (região anterior). É importante ressaltar que a PPR Provisória tem uma durabilidade curta e pode apresentar instabilidade, dessa forma a instalação da PPR convencional após a cicatrização dos tecidos é fundamental para o sucesso do tratamento.

Cuidados com as próteses removíveis:

Alguns cuidados após a instalação da Prótese Total e Prótese Parcial Removível:

O período de adaptação com a nova prótese é muito importante, você terá que reaprender a falar e se alimentar, evite alimentos muito duros ou carnes com muitas fibras;

É importante que a prótese não lhe machuque. É comum ter que voltar ao dentista para realizar ajustes;

Higienize diariamente sua prótese com uma escova dental apropriada, sempre após as refeições. Também é indicado massagear ou mesmo escovar, com escova macia, a gengiva e o céu da boca (palato) para promover a circulação sanguínea e remover placas bacterianas aderidas à mucosa.

Observação: Importante ressaltar que uma prótese removível tem suas limitações naturais, devolvendo a estética, contudo a função mastigatória não pode ser comparada a dentes ou próteses fixas sobre dentes ou implantes.